By in setembro 23, 2015 • Filed in: Viagens

Um país que eu tinha muita vontade de conhecer, era a Eslováquia, que faz fronteira com a HungriaÁustria.

Primeiro pq sou viciada em filmes de terror e o país é cenário de um dos melhores: O Albergue. Segundo pq é um destino não muito comum, eu por exemplo, só conhecia uma pessoa que havia ido, esse detalhe já me dá um tchan a mais, haha.

Desde quando assisti ao filme, não tirei esse país da minha cabeça, eu sempre pensava que seria um ótimo lugar para conhecer, por ser super diferente… Então quando começamos a planejar nosso mochilão, há cerca de um ano, eu fiz questão de que a cidade de Bratislava estivesse no roteiro, o que não foi nenhum problema, já que três das quatro pessoas que estavam na viagem também são alucinadas pelo filme.

Pegamos o trem de Viena e demoramos cerca de 1:30 para chegar em Bratislava. A passagem foi comprada do Brasil, são aquelas que te dão direito de ir para os quatro países (Hungria, Republica Tcheca, Áustria e Eslováquia). Quem faz mochilão pelo leste europeu, sempre compra essa passagem e conhece todos esses países exceto pela Eslováquia. Muito mochileiros optam por pular esse país, simplesmente pq nunca ouviram falar ou se ouviram falar, foi muito mal.

A cidade é muito mal preparada para receber turistas, não há boa sinalização indicando onde é o centro turístico, então se perder por lá é super fácil. Eu e meus amigos somos super pangas, então pra gente se perder é comum, mas se perder por vários quilômetros e por cerca de 5 horas é exagero. E sim, nos perdemos isso.

Era impossível nos encontrarmos no mapa, já que as ruas não são sinalizadas e não dava para pedir ajuda, pois ninguém fala inglês.

Se perder não é nada legal, mas na nossa situação foi super vantajoso, pelo menos eu enxerguei dessa forma. Conhecemos uma Bratislava que não é nada turística e certamente, poucos turistas brasileiros se meteram nos bairros que fomos. Conhecemos como os eslovacos vivem, suas casas e não apenas alguns quarteirões de centro turístico onde vemos apenas “uma fantasia”.

Nas duas fotos abaixo, ainda estávamos perdidos pela parte nada turística de Bratislava.

Eu tirei pouquíssimas fotos enquanto estávamos perdidos, mas no vídeo, dá para ver direitinho como é, pois fiz questão de registrar quase todos os momentos.

Image61

Image7

Abaixo, uma foto da estação de trem toda pichada e grafitada, a parte dos grafites é muito bonita, rendeu belas fotos. Mas na maior parte da estação e da própria cidade, o que domina são as pichações mesmo. Fácil para os olhos de quem mora no Brasil e está acostumado com essa porqueira.

Image7

Quando chegamos ao centro turístico, tivemos uma grande surpresa, tudo era muito lindo, dava vontade de ficar horas por lá, mas tivemos de ver tudo correndo para não perdemos o trem.

Então, a minha dica para qualquer pessoa que for pra lá, é a de passar um dia e uma noite, para poder curtir tudo tranquilamente e até pegar uma baladinha. Saímos de lá no final da tarde e morremos de vontade de ficar algum pub ou bar.

Bratislava Eslovaquia

A língua falada é o Eslovacohúngaro e tcheco (WTF?). A moeda é o euro.

bratislava

Como eu disse no começo do post, fomos de trem, pois já tínhamos as passagens compradas do Brasil. Mas pesquisando pela internet, há várias pessoas que optam pelo avião… Se sair de Budapeste, por exemplo, irá conseguir valores super baixos nas cias Low Cost. Vi o relato de uma mulher que foi de busão partindo de Viena por conta do Wi-fi gratuito oferecido. Enfim, se você estiver em Viena ou Budapeste, não faltarão opções para chegar na Eslováquia.

Image3

Há várias estátuas espalhadas pela cidade, todo mundo tirava fotos, então a gente quis tirar também. São muitas mesmo e já viraram atração turística, com fila e tudo para poder clicar com a sua máquina.

Image6

Algumas pequenas ruas vazias no meio do nada… Uma beleza sem tamanho, eu ficava de boca aberta em muitas delas:

Image11

Image4

Bratisla aeslovaquia

Gente, não comemos em nenhum restaurante do centro histórico, que tristeza. =(

Enquanto estávamos perdidos e achávamos que não encontraríamos nada de interessante na cidade, resolvemos entrar num shopping e fazer muitas coisas por lá: comer, ir ao banheiro, usar a internet e acabamos perdemos mais de uma hora nisso, pois tínhamos certeza que nosso dia não seria muito melhor que aquilo.

Quando chegamos no tão charmoso centro histórico, tivemos de correr, tirar fotos, comprar souvernirs e fim. Afinal, tínhamos um trem para pegar. =(

Image13

Image11

Image2

bratislava eslovaquia

   Image12

A estação de trem, vamos concordar que é igualzinho a estação que a japa se joga no final do filme “O Albergue“, hahaha.

Image9

É isso, espero que tenham curtido o meu relato, as fotos e o vídeo.

Super beijo,assintsuy